loader image
Cidadania via materna (1948)

Antes de 01/01/1948 a Itália era um Reino e só o homem estava apto a transmitir a Cidadania/Nacionalidade para os seus filhos(as). Após esta data, a Itália passou a ter uma Constituição Republicana, onde foi estendido as mulheres o direito de transmitir a cidadania, ou seja, a nacionalidade italiana, mas somente para os filhos(as) nascidos após 01.01.1948, quando entrou em vigor a Constituição Italiana.

Quando há uma mulher na linha de transmissão, na condição de descendente de um cidadão italiano, seja no início ou no meio da linha de descendência, esta mulher só poderá transmitir a cidadania para os(as) filhos(as) se os estes forem nascidos após 01/01/1948.

O processo é encaminhado através do TAR – Tribunale Amministrativo della Regione Lazio, em Roma. O requerente não precisa ir à Itália, cuidamos de todos os trâmites do processo por procuração. A nossa equipe conta com advogados italianos, com vasta experiência em processos da lei de 1948, com 100% de aprovação nos processos.

Entre em contato através do formulário abaixo para receber o passo a passo e custas deste processo.

Faça sua consulta gratuita agora!

O processo de Cidadania Italiana é dividido em 3 etapas

 1ª Etapa: Busca de Documentos/Montagem do Processo 

2ª Etapa: Sinal Público, Tradução Juramentada e Apostilamento de Documentos

3ª Etapa: Pedido de Reconhecimento da Cidadania Italiana

A nossa equipe faz a busca para que você saiba se tem direito ao passaporte italiano, e qual a maneira mais simples e correta para obter a dupla cidadania. Consulte-nos! Traremos todas as informações para você.

Preencha o formulário abaixo.

Acompanhe nossas redes sociais

Cidadania via materna (1948)

Antes de 01/01/1948 a Itália era um Reino e só o homem estava apto a transmitir a Cidadania/Nacionalidade para os seus filhos(as). Após esta data, a Itália passou a ter uma Constituição Republicana, onde foi estendido as mulheres o direito de transmitir a cidadania, ou seja, a nacionalidade italiana, mas somente para os filhos(as) nascidos após 01.01.1948, quando entrou em vigor a Constituição Italiana.

Quando há uma mulher na linha de transmissão, na condição de descendente de um cidadão italiano, seja no início ou no meio da linha de descendência, esta mulher só poderá transmitir a cidadania para os(as) filhos(as) se os estes forem nascidos após 01/01/1948.

O processo é encaminhado através do TAR – Tribunale Amministrativo della Regione Lazio, em Roma. O requerente não precisa ir à Itália, cuidamos de todos os trâmites do processo por procuração. A nossa equipe conta com advogados italianos, com vasta experiência em processos da lei de 1948, com 100% de aprovação nos processos.

Entre em contato através do formulário abaixo para receber o passo a passo e custas deste processo.

Faça sua consulta gratuita agora!

O processo de Cidadania Italiana é dividido em 3 etapas

 1ª Etapa: Busca de Documentos/Montagem do Processo 

2ª Etapa: Sinal Público, Tradução Juramentada e Apostilamento de Documentos

3ª Etapa: Pedido de Reconhecimento da Cidadania Italiana

A nossa equipe faz a busca para que você saiba se tem direito ao passaporte italiano, e qual a maneira mais simples e correta para obter a dupla cidadania. Consulte-nos! Traremos todas as informações para você.

Preencha o formulário abaixo.

Acompanhe nossas redes sociais